sexta-feira, 10 de setembro de 2010

COMO COMBATER AS DROGAS


Aos pais

·        Ensinarem os padrões de certo e errado e demonstrarem estes padrões por meio de exemplo pessoal.

·        Ajudarem os filhos a resistir à pressão de seus colegas para usarem drogas supervisionando suas atividades, sabendo quem são seus amigos e falando com eles a respeito de seus problemas e interesses.

·        Serem informados sobre as drogas e os sinais do seu uso. Quando se observarem sintomas, reagirem prontamente.

 

 Às escolas

·        Determinarem o grau e o caráter do uso de drogas e estabelecerem um meio para o controle regular deste uso.

·        Estabelecerem normas claras e específicas quanto ao uso de drogas e que incluam fortes ações corretivas.

·        Aplicarem, conveniente e sistematicamente, políticas estabelecidas contra o uso de drogas. Exercitarem medidas de segurança para a eliminação das drogas nas dependências escolares.

·        Executarem amplo currículo de prevenção de drogas desde o jardim de infância até a faculdade, ensinando que o uso de drogas é errado e danoso e apoiando e fortalecendo a resistência às drogas.

·        Buscarem na comunidade apoio e assistência para fazerem funcionar a política e o programa antidrogas. Desenvolverem arranjos em colaboração nos quais o pessoal escolar, os pais, as escolas, as autoridades aplicadoras da lei, as organizações de tratamento e grupos privados possam trabalhar juntos para fornecerem os recursos necessários.

 

Aos estudantes

·        Aprenderem a respeito dos efeitos do uso de drogas, das razões pelas quais elas são danosas e dos meios para resistirem a pressões para experimentarem drogas.

·        Usarem uma compreensão do perigo representado pelas drogas para ajudarem outros estudantes a evitá-las. Encorajarem outros estudantes a resistirem às drogas, persuadirem aqueles que usam drogas a procurar ajuda e denunciarem aqueles que vendam drogas aos pais e a direção da escola.

 

Às comunidades

·        Ajudarem as escolas a combater as drogas por meio do fornecimento a elas de conhecimento especializado e recursos financeiros de grupos e órgãos comunitários.

·        Envolverem os órgãos locais de aplicação da lei e, todos os aspectos da prevenção de drogas: avaliação da lei e educação. A polícia e os órgãos de justiça devem ter relações bem firmadas e mutuamente apoiadoras com as escolas.

 

Alerta com a amizade

·        Um drogado fala do "barato"que a droga dá, mas nunca como se sente quando passa o efeito.

·        Entrar nesse caminho é fácil e prazeroso; sair dele quando for possível só com tratamento intensivo.

·        Toda droga provoca dependência, acelerando o fim da vida.

·        Esteja sempre junto de pessoas realmente confiáveis.

·        Procure amigos que queiram crescer como pessoas dignas.

·        Você merece ser uma pessoa de sucesso.

·        Coragem e alegria não se compram nas esquinas, às escondidas nas mãos de um traficante. Você as tem dentro de si mesmo. Descubra-se.

·        Alguém, algum dia, pode ter feito você acreditar que isso fazia parte de você. Tenha certeza, essa pessoa mentiu.

·        Todos nós temos problemas, não é nos escondendo ou fugindo deles que serão resolvidos.

·        Procure orientação e ajuda de pessoas experientes e de coração aberto.

·        Conte com seus pais, tios, professores e até com pais de um amigo seu.

·        Pessoas desconhecidas ou de rua não são consideradas amigas ou confiáveis.

·        Mesmo que seus pais não sejam tudo o que você deseja, eles, à maneira deles, amam você. Confie neles.

 

Como identificar um usuário de drogas

É muito importante para os pais, professores e a comunidade poder identidicar um possível usuário de drogas, o que nem sempre é muito fácil. Como orientação daremos a seguir uma série de sintomas e sinais que podem ajudar, lembrando que isoladamente, eles podem não significar muito, mas em conjunto, aliados ao bom senso, podem dar uma segura orientação.

 

Sinais gerais do uso de qualquer droga (Todos presentes ou alguns)

1) Mudanças bruscas no comportamento.
2) Falta de motivação para as atividades comuns.
3) Queda no rendimento escolar.
4) Queda na qualidade de trabalho ou seu abandono.
5) Inquietação, irritabilidade, insônia ou, ao contrário, depressão e sonolência.
6) Atitudes furtivas ou impulsivas, uso de óculos escuros mesmo sem excesso de luz e camisas de mangas longas mesmo no calor.
7) Desaparecimento de objetos de valor, presença de comprimidos estranhos, frascos de colírio ou de xaropes e embalagens de comprimidos.
8) Uso de sons em alta tonalidade e troca do dia pela noite.

 

OBSERVAÇÃO: Convém notar que alguns desses sinais podem existir sem uso de drogas. Por exemplo, o uso de sons em alta tonalidade, é uma característica de certos adolescentes nos dias atuais, com ou sem drogas. Olhos vermelhos podem ser uma irritação qualquer. O importante é o conjunto de sintomas.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial